• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Sessão de Encontro com Autor

Código: P 040
Apresentação: Oral, segunda opção Pôster
Área Técnica: Genética
Categoria / Classificação: Oftalmologia Clinica
Região onde foi realizada a pesquisa: Nordeste

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

CONEP:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
ACHADOS OFTALMOLÓGICOS EM PACIENTES COM MUCOPOLISSACARIDOSE TRATADOS OU NÃO COM TERAPIA DE REPOSIÇÃO ENZIMÁTICA

OBJETIVO:
Descrever os principais achados oftalmológicos de pacientes com mucopolissacaridose (MPS), submetidos ou não a terapia enzimática

MÉTODO:
Estudo prospectivo, observacional e transversal de pacientes recrutados pela Associação de Mucopolissacaridose de Pernambuco (AMPS-PE). Todos os pacientes foram examinados por equipe multidisciplinar.Descrevemos, neste estudo, os achados oftalmológicos de 35 pacientes com MPS confirmados laboratorialmente. Todos os pacientes foram submetidos a exame oftalmológico completo e foram subdivididos de acordo com o tipo de MPS.

RESULTADOS:
A média de idade dos pacientes do estudo foi de 11,77 ± 8,35 anos. A média de idade no ínicio do tratamento foi de 9,30 ± 8,07 anos. A maioria era do sexo masculino (60%). Os tipos de MPS encontrados foram: I, II, IV, VI e VII. O tipo VI foi o mais encontrado (57,1%). Terapia de reposição enzimática era feita em 27 (77,1%) dos casos. A média de acuidade visual em logmar foi de 1,45±0,55 para o tipo I, 1,45±0,48 para tipo II, 0,05±0,05 para tipo IV, 0,60 ±0,05 e 0,20 ±0,0 para tipo VI e VII, respectivamente. Opacidade corneal foi o achado ocular mais comum (77,1%), predominante em pacientes com MPS VI (70,3%), com diferença estatisticamente significante (p=0,004). As anormalidades fundoscópicas estiveram presentes em 40% dos pacientes. A média do comprimento axial foi de 22,03 ± 1,72 mm e a da espessura da parede ocular foi de 1,36 ± 0,42mm. O achado ocular mais prevalente na ultrassonografia foi o edema de papila (25,7%).

CONCLUSÕES:
Pacientes com MPS do tipo I e II apresentaram acuidade visual igual ou pior que 20/200. A opacidade de córnea foi o achado do segmento anterior mais prevalente, responsável por maior comprometimento visual, encontrado principalmente em pacientes com MPS VI. As neuropatias e retinopatias foram os achados mais frequentes em pacientes com MPS VI.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web