• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Sessão de Encontro com Autor

Código: P 088
Apresentação: Pôster
Área Técnica: Prevenção de Cegueira
Categoria / Classificação: Educação em Saúde Ocular
Região onde foi realizada a pesquisa: Sudeste

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

CONEP:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
CUIDADORES DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL: PAPÉIS OCUPACIONAIS

OBJETIVO:
Descrever o perfil e conhecer a configuração dos papéis ocupacionais de cuidadores de pacientes com deficiência visual, atendidos em um centro universitário de pesquisa em uma cidade de grande porte.

MÉTODO:
Estudo exploratório, do tipo transversal, com metodologia quantitativa que foi realizado utilizando aplicação do protocolo “Lista de Identificação dos Papéis Ocupacionais”, abordando os papéis de estudante, trabalhador, voluntário, cuidador, do lar, amigo, membro familiar, religioso, passatempo amador, participante em organizações e outros.Todos os participantes assinaram o termo de consentimento aprovado em setembro de 2013.

RESULTADOS:
Participaram da pesquisa 17 cuidadores de pessoa com deficiência visual, sendo 82% do gênero feminino, com idade média de 44 anos. Dos participantes da pesquisa, 41% não concluíram o ensino fundamental, 65% não trabalham e 65% dos cuidadores são mães. Com relação aos papéis ocupacionais, os papéis que tinham alta porcentagem de realização antes do cuidar, mas que sofreram grande perda após o início deste papel foram os de trabalhador (65%), estudante (59%) e membro familiar (24%). O papel de religioso foi o mais citado (12%), dentre os outros papéis, de ser desempenhado a partir do início do cuidar. Os papéis que os sujeitos da pesquisa tem maior desejo de retomar ou continuar realizando no futuro foram de trabalhador e passatempo/amador (100%).

CONCLUSÕES:
Maior parte dos cuidadores são mães, não trabalham e tem baixa escolaridade. Em relação aos papéis ocupacionais, todos apresentaram quedas na frequência de realização, se comparado antes com após o início do cuidar. O cuidar de pessoa com deficiência visual traz consequências importantes como perdas ou mudanças dos papéis ocupacionais, principalmente o de trabalhador, alteração na rotina e sobrecarga.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web