• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 123
Área Técnica: Patologia Externa

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
HORDÉOLO GIGANTE BILATERAL POR STAPHYLOCOCCUS AUREUS METICILINA RESISTENTE DA COMUNIDADE (CA-MRSA)

OBJETIVO:
Relatar o caso de uma paciente com hordéolo bilateral agressivo por CA-MRSA

RELADO DE CASO:
D.C.S., sexo feminino, 17 anos, estudante, procurou atendimento no Hospital Universitário Onofre Lopes, Natal-RN, com queixa de nódulo palpebral bilateral há 01 mês. Referiu uso de pomada oftálmica (ciprofloxacino e dexametasona), associada à compressa morna local e limpeza dos cílios sem melhora. Negava uso recente de antibiótico sistêmico, comorbidades e internações hospitalares pregressas. Ao exame observou-se grande espessamento das bordas palpebrais com intensa blefarite e nodulações em pálpebras superiores e inferiores bilateralmente. Foi prescrito doxiciclina 200mg/dia e bacitracina tópica e colhido material para cultura. Paciente perdeu seguimento, retornando após 45 dias com acentuada piora do quadro, apresentando grande aumento das nodulações em pálpebras superiores com presença de material purulento e necrótico em ápice. Resultado da cultura com antibiograma revelou S. aureus resistente à oxacilina(MRSA) e sensível à vancomicina. Internou para procedimento cirúrgico, com curetagem e desbridamento das lesões palpebrais superiores e administração endovenosa de vancomicina 1g/dia por 07 dias. Evolução satisfatória no pós-operatório

CONCLUSÕES:
O hordéolo é uma das infecções oftalmológicas mais frequentes e o S. aureus oxacilina sensível é o principal agente causador. A população de risco consiste em atletas de esportes coletivos, encarcerados, usuários de drogas endovenosos, desabrigados e crianças de creches. É importante salientar a raridade do caso em relato, visto que a paciente não possuía fatores de risco para CA-MRSA e alerta para a necessidade de obtenção de culturas com antibiograma diante de infecções oculares graves ou não responsivas à terapêutica regular.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web