• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 033
Área Técnica: Doenças Sistêmicas

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
EXAME OFTALMOLÓGICO: IMPORTANTE ARMA PARA DIAGNÓSTICOS SISTÊMICOS

OBJETIVO:
Descrever como o exame oftalmológico pode ser decisivo para o diagnóstico de doenças sistêmicas.

RELADO DE CASO:
VLQ, feminina, 24 anos, branca, procedente de Lençóis Paulista, São Paulo, em novembro de 2013 deu entrada no pronto atendimento de oftalmologia do Hospital das Clínicas da UNESP com queixa de baixa acuidade visual súbita em ambos os olhos (AO) há 5 dias, principalmente em campo visual superior em AO. Negava outras queixas. Referia ser nefrectomizada, mas desconhecia a causa. Relatava mãe com hipertensão arterial sistêmica. Apresentava acuidade visual (AV) sem correção de conta dedos a 5m em AO, pupilas isocóricas, reflexos direto e consensual presentes, biomicroscopia sem alterações e pressão intraocular de 14/12 mmHg. À fundoscopia apresentava disco óptico de contorno indefinido no setor nasal, descolamento de retina inferior com líquido subrretiniano, estendendo-se até a região macular, constrição arteriolar difusa, ausência de hemorragias retinianas e vítreo limpo. Não foram obervadas roturas na retina. Levantada a hipótese de descolamento de retina seroso bilateral. A pressão arterial sistêmica era de 200 x 115 mmHg, abdome com massa atingindo cicatriz umbilical e edema de membros inferiores de 2+/4+. Interrogada sobre histórico menstrual, relatou atraso de seis meses. Foram, então, solicitados exames laboratoriais e a paciente encaminhada para avaliação clínica. Os exames mostraram beta-HCG positivo. Foi diagnosticada a gravidez, com presença de iminência de eclâmpsia e a gestação foi interrompida. Evoluiu com controle pressórico de difícil manejo e houve piora da AV em AO, com melhora progressiva da visão e regressão do descolamento, não sendo necessárias intervenções.

CONCLUSÕES:
Chamamos atenção para a importância do exame físico completo dos pacientes com queixa oftalmológica para melhor elucidação diagnóstica e condução dos casos.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web