• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 171
Área Técnica: Retina

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
HEMORRAGIA VÍTREA COMO PRIMEIRA APRESENTAÇÃO DE MACROANEURISMA ARTERIAL ROTO

OBJETIVO:
O objetivo deste relato de caso é demonstrar os variados aspectos de apresentação de uma ruptura de macroaneurisma arterial

RELADO DE CASO:
SDC, sexo masculino, 64 anos. Foi atendido no dia 20/09/2013, na emergência oftalmológica do Visão Institutos Oftalmológicos Associados com queixa de diminuição súbita e indolor da visão do olho esquerdo. O paciente apresentava hipertensão arterial sistêmica em uso de medicação. Não apresentava outros antecedentes patológicos ou familiares relevantes.
A acuidade visual corrigida no momento do exame era de MM em olho esquerdo, e 20/20 em olho direito. Ao exame oftalmológico foi observada hemorragia vítrea densa, que impossibilitava a visualização da retina. Apresentava ecogenicidade aumentada com ecos móveis em câmara vítrea sem sinais de descolamento de retina.
Após 15 dias foi realizado novo exame em que se observou a diminuição do hemovítreo, foi possível visualizar a retina, que apresentava hemorragia sub-hialóideae hemorragias retinianas difusas. À angiofluoresceinografia, foi detectada área de distensão arteriolar focal, com hipofluorescâncias por bloqueio correspondendo a hemorragias em arcada retiniana temporal superior. Houve extravasamento tardio de contraste para a área macular. À OCT foi observada total desestruturação da arquitetura retiniana com abaulamento da região da mácula e coleções císticas em todas as camadas da retina, bem como em região subretiniana.
Optou-se pela conduta expectante, sendo contraidicada a fotocoagulação do vaso pela sua proximidade da região foveal.
Seis meses após o início dos sintomas, o paciente apresenta acuidade visual corrigida de 20/60 no olho acometido. Não há extravasamento de contraste para a área macular à retinografia fluorescente, nem coleções císticas na tomografia de coerência ótica.

CONCLUSÕES:
O caso mostra as diversas apresentações da ruptura de um macroaneurisma

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web