• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 077
Área Técnica: Neuroftalmologia

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
ACHADO DE PSEUDO DISCO ÓPTICO UNILATERAL

OBJETIVO:
Relatar o caso de paciente com quadro de pseudodisco óptico duplo de causa indefinida.

RELADO DE CASO:
Paciente, sexo feminino, 72 anos, queixa de baixa acuidade visual (AV) em olho esquerdo (OE) há 5 anos, associado a dor ocular episódica que melhora com analgesia oral. Nega trauma e baixa AV na infância. Exame oftalmológico: AV corrigida=20/40 OD e Movimento de mãos em OE. Esotropia convergente de 30 DP no método de Krimsky. Biomicroscopia: sem alterações. Fundoscopia: retina aplicada com atrofia do epitelio pigmentar da retina (EPR) na periferia, mácula e vasos sem alterações e disco óptico (DO) corado com escavação fisiológica em OD e imagem de pseudodisco duplo com atrofia do EPR peripapilar em OE. Na Ressonância Magnética (RNM) de orbitas demonstrou: presença de papila óptica única

CONCLUSÕES:
O DO duplo é uma anormalidade rara que resulta de duplicação ou separação do nervo óptico distal em dois fascículos. A maioria dos relatos descreve um disco óptico "principal" e um "satélite", geralmente unilateral e associado com diminuição da AV. Também pode apresentar-se assintomático. Para a confirmação realizar exame de neuroimagem.
O achado de pseudodisco óptico duplo é mais comumente descrito, sendo causado por lesões como coloboma de disco óptico, coloboma coriorretinal peripapilar ou foco inflamatório. Colobomas coriorretinianos podem apresentar anastomose vascular anormal com o sistema vascular do DO e geralmente são inferiores e discretamente nasais, assintomáticos. Também podem causar ponto cego duplo, defeito de hemicampo e baixa AV.
No presente caso relatado, a RNM afastou a possibilidade de DO duplo. Trata-se, portanto, de um caso de pseudodisco óptico duplo; justificando a baixa AV da paciente. Devido à falta de história pregressa relatada e à dificuldade de se fazer diagnóstico etiologico de pseudodisco óptico duplo, a etiologia desse quadro esta indefinida,salientando a importância de investigação mais precisa e precoce.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web