• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 056
Área Técnica: Geral

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
DEGENERAÇÃO AXONAL RETRÓGRADA EM PACIENTE COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

OBJETIVO:
Degeneração axonal trans-sináptica é um mecanismo pelo qual a neurodegeneração pode se espalhar de um neurônio doente para um neurônio saudável do sistema nervoso central. O objetivo deste estudo foi relatar o caso de uma paciente com diagnóstico de Esclerose Múltipla (EM) que apresentou degeneração axonal retrógada decorrente de neurite óptica.

RELADO DE CASO:
P.T.C, 41 anos, sexo feminino, com história de baixa acuidade visual em olho esquerdo há 3 meses. Ao exame oftalmológico, foi evidenciada a presença de discreta palidez de papila em olho esquerdo. Campo visual realizado no modo SITA FAST 30:2 apresentou comprometimento dos quadrantes superior e nasal. OCT mostrou diminuição da espessura da camada de fibras nervosas em regiões temporal e inferior. A paciente foi encaminhada para avaliação neurológica recebendo o diagnóstico de EM.

CONCLUSÕES:
Na EM, a atrofia da camada de fibras nervosas da retina pode ser causada por degeneração axonal retrógrada quando há neurite óptica ou degeneração axonal retrógrado trans-sináptica na ausência de neurite óptica. O dano observado nas camadas internas da retina parece afetar principalmente as conexões neuroaxonais dos neurônios de primeira ordem (células ganglionares da retina), posteriormente os neurônios de segunda ordem (corpo geniculado lateral) e, finalmente, os neurônios de terceira ordem, no córtex visual primário. A degeneração axonal retrógrada pára no interior da camada nuclear interna, uma rede neuronal capaz de neuroplasticidade. Caso estes pacientes não tenham diagnóstico e controle precoce da doença, pode haver acometimento de toda a via visual. Em contraste com o dano extenso observado nas camadas internas da retina, quase nenhuma atrofia é evidenciada além da camada nuclear interna após uma duração média de 20 anos da EM.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web