• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 170
Área Técnica: Retina

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
FORMA AVANÇADA DE NEURORRETINITE SUBAGUDA UNILATERAL DIFUSA (DUSN) PRESUMÍVEL

OBJETIVO:
Descrever caso presumível de neurorretinite subaguda unilateral difusa (DUSN) avançada em adolescente de 13 anos com baixa acuidade visual em olho esquerdo. Destacava-se retina acometida com brilho muito intenso da membrana limitante interna, destoando da retina normal e a perda de campo compatível com a área alterada.

RELADO DE CASO:
G.C.G,13 anos, masculino, pardo, estudante, natural e residente em Aracaju-SE. Queixa-se de baixa acuidade visual em olho esquerdo há 03 anos. Nega trauma ou outras alterações oculares. Possui antecedentes patológicos de epilepsia e rinite alérgica. Nega cirurgias prévias e uso de fármacos. Acuidade visual corrigida em olho direito de 20/20 e olho esquerdo de 20/200 com posição de cabeça para direita. Pressão intra-ocular e biomicroscopia de segmento anterior normais. À fundoscopia, sem alterações em olho direito e em olho esquerdo apresenta extensa área nasal e mácula hipopigmentada e intensamente brilhante, contrastando com retina normal. Papila rósea e bem delimitada. O OCT do olho esquerdo evidencia espessura retiniana diminuída com depressão foveal ausente. O 2º Campo visual SITA 24-2 de olho esquerdo mostra diminuição importante da sensibilidade foveal (4 dB), com perda de sensibilidade em praticamente todo o campo visual, poupando campo temporal superior, além de PSD de 12 dB. Exames sorológicos para toxoplasmose, toxocaríase, sífilis, tuberculose e HIV foram negativos e hemograma completo normal.
Diante dos achados epidemiológicos, fundoscópicos e clínicos, a principal hipótese diagnóstica presumível foi de DUSN avançada.

CONCLUSÕES:
Considerar DUSN no diagnóstico diferencial de baixa visual unilateral em crianças e adolescentes sem evidências clínicas ou laboratoriais de infecção parasitária sistêmica.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web