• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 144
Área Técnica: Refração

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
ANISOMETROPIA PÓS-OPERATÓRIA: RESOLUÇÃO NÃO CIRÚRGICA

OBJETIVO:
Entre as causas adquiridas de anisometropia refrativa estão o erro refracional pós-facectomia, cálculo ecobiométrico impreciso, posicionamento anterior ou posterior da LIO, cicatrização imperfeita da ferida cirúrgica. A solução, muitas vezes, é proporcionada pela permuta da LIO. Contudo, antes da indicação de outro procedimento cirúrgico, com os riscos inerentes à intervenção, é necessária cuidadosa investigação clínica e a avaliação de outras possibilidades não invasivas, incluindo-se novo exame refratométrico

RELADO DE CASO:
Paciente 72 anos, masculino, aposentado, queixa de tontura e baixa da acuidade visual sem e com os óculos prescritos há 4 meses. Antecedentes oculares: cirurgia de catarata (OD com facultativo há 3 anos, OE no serviço da UFTM há 8 meses); uso de óculos bifocais Ultex há cerca de 30 anos, última correção há 4 meses (OD +2,50 () -3,00 x 110°; OE -3,00 () -2,00 x 120°; adição +3,00 AO).
AV C/C:
OD= 20/25 J1
OE= 20/30 J1
Ceratometria:
OD= 45,50 (25°) x 43,50 (115°)
OE= 44,75 (161°) x 44,00 (71°)
Realizada nova refratometria:
OD +2,00 () –3,00 x 100° = 20/25
OE –2,00 () –1,50 x 80° = 20/25
Adição +3,00 J1 AO
Após avaliação com armação de prova, foram prescritos óculos bifocais Panoptik. Retornou em 2 semanas, referindo conforto e boa acuidade visual

CONCLUSÕES:
No presente caso, com queixas ocasionadas pela anisometropia e também pelas lentes bifocais inadequadas para reduzir o salto da imagem e o desvio prismático, foi suficiente a revisão do erro de refração e aplicação da tabela de verificação da potência esfero-cilíndrica no meridiano de 90° e a seleção de bifocais em potências positivas para longe no meridiano de 90º. Como é conhecido, a escolha das lentes bifocais é baseada na verificação da potência dióptrica para longe e da adição para perto. Com nova correção (bifocais de topo reto), houve melhora dos sintomas tanto da anisometropia quanto do deslocamento vertical da imagem

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web