• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 120
Área Técnica: Patologia Externa

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
CARCINOMA ESCAMOCELULAR CONJUNTIVAL BILATERAL EM CRIANÇA COM XERODERMA PIGMENTOSO: RELATO DE CASO

OBJETIVO:
Demonstrar um caso de carcinoma escamocelular conjuntival bilateral numa criança com xeroderma pigmentoso.

RELADO DE CASO:
J.P., 13 anos, masculino, pardo, natural e procedente de Fraiburgo-SC, atendido no ambulatório de oftalmologia do HRSJ em junho de 2013, com baixa visão em olho esquerdo há quatro meses e dor local. Ao exame, apresentava acuidade visual de 20/20 em olho direito (OD) e 20/60 em olho esquerdo (OE). À biomicroscopia, observava-se lesão com aspecto de “carne de peixe” em conjuntiva e córnea em OD. No OE notava-se tumoração em esclera temporal com hiperpigmentação inferior e extensão limbar. A tonometria e a fundoscopia de ambos os olhos (AO) foram normais. Foi realizada biópsia em OE, porém não excisional completa devido à adesão e friabilidade do tecido. O anatomopatológico (AP) revelou carcinoma escamocelular verrucoso com disseminação superficial e, a imunohistoquímica, citoqueratina de alto peso molecular e P63 positivos difusos. No retorno, diante do crescimento da lesão e piora visual, optou-se por realizar três ciclos de terapia semanal com mitomicina C a 0,04% quatro vezes ao dia em AO. Em sequência, foi realizada biópsia excisional em AO, porém não foi observado plano de clivagem devido à infiltração escleral. O estudo AP do tecido manteve diagnóstico do anterior. Paciente está em investigação, aguardando resultado da biomicroscopia ultrassônica.

CONCLUSÕES:
O xeroderma pigmentoso ocorre por defeito no reparo do DNA. É caracterizado pela sensibilidade à radiação ultravioleta e pode haver envolvimento cutâneo, ocular e neurológico, com maior risco de neoplasias, como câncer não melanoma (carcinoma de células basais e escamoso) e melanoma. O envolvimento ocular afeta mais áreas expostas e os negros. Devem-se considerar neoplasias como diagnóstico diferencial de lesões do segmento anterior do olho em pacientes jovens com xeroderma pigmentoso.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web