• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 118
Área Técnica: Órbita

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
TROMBOSE DO SEIO CAVERNOSO COM EXTENSÃO ATÉ VEIA OFTÁLMICA SUPERIOR ESQUERDA. RELATO DE CASO.

OBJETIVO:
Descrever um caso de Trombose do Seio Cavernoso com extensão até Veia oftálmica superior esquerda.

RELADO DE CASO:
Paciente de sexo feminino de, 54 anos, secretária, natural de São José do Rio Preto e procedente de São Paulo há 35 anos. Compareceu no pronto socorro com queixa de Dor OE há 1 semana, intensa, súbita, contínua e melhora parcial com dipirona. Refere olho vermelho, queda da pálpebra superior, diminuição da AV OE e diplopia horizontal binocular. AP: HAS, em uso de AA. Ao exame: AV OD 20/20p OE 20/25p.BIO: OD segmento anterior normal, reflexo pupilar +4 D e +3 C; OE engurgitamento dos vasos conjuntivais, catarata e reflexo pupilar +3 D e +3 C com DPAR. PIO 17/19 mmHg. MOE: proptose, exodesvio com ptose, restrição para elevação, adução e depressão OE. FO: Normal AO. Exames laboratoriais e neurológicos normais. Foi solicitado TC crânio e órbita e Angio TC crânio observando se espessamento dos músculos RM e RL e veia oftálmica esquerda engurgitada. Parénquima cerebral sem alterações. A conduta com diagnóstico de Trombose do Seio Cavernoso com extensão até Veia oftálmica superior esquerda idiopática foi internação hospitalar e anti-coagulação sistêmica com esquema de 3 dias de Enoxaparina 80 mg 12/12h SC; após, varfarina 5mg/d VO e evoluiu após 5 dias com melhora da dor, hiperemia e proptose, com persistência de diplopia e BAV OE. Ao exame AV OD sem mudanças OE AV 20/25p. FO NO róseo, bem delimitado, veias pouco engurgitadas. Mantendo a ptose e exodesvio OE. Alta do PS com 6 dias de internação foi encaminhada para investigação etiológica ambulatorial e acompanhamento oftalmológico.

CONCLUSÕES:
O acometimento da veia oftálmica na trombose do seio cavernoso é uma entidade rara, que deve ser tratada oportunamente para melhor prognóstico visual do paciente.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web