• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 076
Área Técnica: Lente de Contato

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
CONJUNTIVITE UNILATERAL PERSISTENTE SECUNDÁRIA À RETENÇÃO À LONGO PRAZO DE LENTE DE CONTATO GELATINOSA

OBJETIVO:
Relatar um caso de conjuntivite unilateral persistente devido a retenção de lente de contato gelatinosa em fórnice superior de olho esquerdo de uma paciente durante 4 anos e alertar para a importância do exame oftalmológico completo.

RELADO DE CASO:
Feminino, 69 anos, branca, procedente de Recife-PE. Sem antecedentes pessoais e familiares relevantes. Queixava-se de olho vermelho com lacrimejamento e secreção à esquerda. Relatava que há 4 anos havia usado LC gelatinosa mas que não conseguindo retirar a lente do OE. Nesta ocasião procurou serviço de urgência porém LC não foi localizada. Permaneceu em uso de lubrificantes. Após 3 anos apresentou piora do quadro e iniciou acompanhamento ambulatorial. Foi encaminhada a diversos profissionais e submetida a diversos ciclos de tratamentos com antibióticos, corticoide e fez uso tacrolimus. Realizou USG, TC de órbita, Sorologias, Hemograma, Bioquimica Sérica, Marcadores Tumorais e Dosagens Hormonais, todos os exames sem quaisquer alterações. Realizou ainda sondagem de vias lacrimais e dacriocistografia que também não foram elucidativos. Referia certa melhora durante a vigência destes tratametos, porém após suspensão dos mesmo os sintomas recidivavam.
Ao exame AV = OD 20/30 e OE 20/100. Biomicroscopia: OD: normal, OE: pseudoptose com edema palpebral, secreção espumosa, foliculos, conjuntiva hiperemiada com microhemorragias, ceratite puntacta difusa e LC em fórnice superior. Foi realizada retirada de LC e iniciado lubrificante e corticoide tópico. Após uma semana havia melhora importante do quadro, foi feito desmame de corticóide e após um mês o exame oftalmológico se mostrava normal.

CONCLUSÕES:
A não realização de um exame oftalmológico minucioso pode causar transtornos aos pacientes e submete-los a exames complementares desnecessário, além de os expor a tratamentos dispendiosos e ineficazes devido a um diagnóstico clínico falho e tardio.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web