• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 037
Área Técnica: Doenças Sistêmicas

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
SÍFILIS OCULAR: SÉRIE DE 11 CASOS

OBJETIVO:
relatar uma serie de 11 casos de sífilis ocular ocorridos no Hospital Universitario Onofre Lopes – UFRN

RELADO DE CASO:
Os casos foram obtidos durante o período de fevereiro de 2011 a março de 2014. Dos 11 pacientes, 54,5% eram mulheres e 45,5% eram do sexo masculino com idade média de 35,7 anos. Quanto aos testes sorológicos para sífilis, 10 casos apresentaram VDRL reagente com média de 1:48, destes 4 apresentaram FTA ABS IGG e IGM reagentes. Somente 1 caso apresentou VDRL não reagente porem com FTA ABS reagente. Somente 1 dos pacientes apresentaram sorologia para HIV reagente. O acometimento ocular foi unilateral na maioria dos casos (72,7%) com acuidade no olho afetado variou de 20/40 a percepção luminosa. Do total, 3(27.3%) pacientes apresentaram vasculite retiniana isolada e 4 (36,4%) casos cursaram com acometimento do nervo óptico através de papilite sendo que 1 destes cursou com papiloflebite. Outros 2(18,2%) pacientes apresentaram comprometimento através de corioretinopatia placoide posterior aguda. Um paciente (9%) apresentou comprometimento através de uveite anterior isolada e outro caso cursou com pan uveite(9%). Todos os casos foram submetidos à complementação diagnostica com retinografia colorida e exame de autoflorescencia, bem como OCT, sendo realizada angiografia fluoresceínica em oito pacientes. O tratamento com penicilina cristalina por 14 dias foi instituído em sete casos e outros três foram tratados com penicilina benzatina e em um caso foi feita somente observação.

CONCLUSÕES:
A sífilis ocular é rara e não há sinais patognomônicos. O comprometimento ocular ocorre tipicamente no segundo e no terceiro estágio. A habilidade de a sífilis simular muitas desordens oculares pode levar ao diagnóstico errado e atrasar a terapia apropriada. Dessa maneira a doença deve ser considerada em qualquer caso de inflamação intraocular que seja resistente à terapia convencional.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web