• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 065
Área Técnica: Glaucoma

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
ATROFIA ESSENCIAL PROGRESSIVA DA ÍRIS ASSOCIADA A CERATITE HERPÉTICA: RELATO DE CASO

OBJETIVO:
Descrever um caso de atrofia essencial de íris, uma das variantes da síndrome ICE, e também sua relação com a infecção pelo vírus herpes simples.

RELADO DE CASO:
Paciente do sexo feminino, com diagnóstico de fibromialgia, foi encaminhada ao serviço de glaucoma para acompanhamento das possíveis complicações de sua doença. O exame oftalmológico revelou boa acuidade visual (20/20 em OD e 20/25 em OE). Na Biomicroscopia do OD não foi observado nenhuma alteração e em OE observou-se pseudopolicoria e corectopia com áreas de atrofia iriana. A pressão intra-ocular era de 11/12 mmHg às 11 h. Fundoscopia normal em ambos os olhos. A microscopia especular em OD com 3024 cel/ mm2 e em OE não foi possível a mensuração. Gonioscopia em OD com ângulo camerular aberto e íris plana; já em OE com fechamento angular por sinéquias anteriores em quadrantes nasal-superior e quadrante inferior-temporal, sendo nos demais quadrantes, ângulo aberto até a raiz da íris. Após um ano de diagnóstico, a paciente evoluiu com dor, lacrimejamento e sensação de corpo estranho em OE, tendo o diagnóstico de ceratite herpética, a qual foi tratada com pomada de Aciclovir por 21 dias e lubrificante ocular. Assim como na paciente, existem relatos na literatura de pacientes com síndrome ICE com positividade para o DNA do vírus do herpes simples, sustentando uma correlação fisiopatológica entre esse vírus e a etiologia da “teoria da membrana” da síndrome ICE.

CONCLUSÕES:
O diagnóstico da paciente enquadra-se em um perfil característico, como unilateralidade e predileção pelo sexo feminino. A coexistência do vírus do herpes simples e da síndrome de ICE no presente caso está de acordo com muitos relatos na literatura que evidenciam uma possível causa viral no seu desenvolvimento, e este fato torna-se importante porque fomenta a ideia de uma intervenção terapêutica mais específica aos portadores desta rara síndrome.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web