• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 211
Área Técnica: Uveites / AIDS

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
ENDOFTALMITE ENDÓGENA BILATERAL – RELATO DE CASO

OBJETIVO:
Relatar um caso de endoftalmite endógena bilateral presumivelmente causada por Candida após um quadro de pancreatite, que obteve um bom resultado após tratamento.

RELADO DE CASO:
Homem, 35 anos,internado para tratamento de pancreatite há 2 meses, recebendo nutrição parenteral e antibioticoterapia endovenosa de amplo espectro, relata diminuição da acuidade visual (AV) associado à dor ocular e hiperemia conjuntival em ambos os olhos (AO) de início há 3 semanas. Negava doenças, traumas ou cirurgias oculares prévias. Ao exame oftalmológico apresentava AV com correção de 20/60 no OD e 20/40 no OE. Biomicroscopia evidenciava hiperemia conjuntival AO, células na câmara anterior de 2+/4+ no OD e de 1+/4+ no OE. Normotenso em AO. Fundoscopia não revelava alterações retinianas de AO. A angiografia fluoresceínica evidenciava pequenas áreas de hiperfluorescência em AO. Foi inicialmente tratado com corticoides por via tópica e sistêmica. Após 2 semanas, houve piora da AV para conta-dedos no OD e movimento de mãos no OE. Biomicroscopia mostrava piora da hiperemia conjuntival e da reação de câmara anterior, associado à pequeno hipópio em AO. Fundoscopia evidenciava múltiplas opacidades vítreas do tipo “cotton-ball”. O paciente foi submetido à vitrectomia via pars plana e realizado cultura de aspirado vítreo e hemocultura, porém com ambos os resultados negativos. Pelo aspecto característico de endoftalmite endógena secundária à infecção por Candida, indicamos a aplicação de anfotericina-B intra-vítrea em AO associado ao uso oral de fluconazol por 2 meses. Após 3 semanas do término do tratamento o paciente apresentava-se com melhora significativa do quadro e com AV de 20/60 em OD e 20/50 em OE.

CONCLUSÕES:
Relatamos o caso de um paciente com quadro de endoftalmite endógena bilateral presumivelmente secundária à infecção por Candida, tendo evoluído com melhora significativa após tratamento.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web