• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 136
Área Técnica: Plástica Ocular

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
SÍNDROME DA FROUXIDÃO PALPEBRAL

OBJETIVO:
Evidenciar a presença da Síndrome de Frouxidão Palpebral (“Floppy Eyelid Syndrome” ) no diagnóstico diferencial de ceratites e, principalmente, a importância de um exame oftalmológico detalhado para prevenção de cegueira.

RELADO DE CASO:
O.A.N., 48 anos, sexo masculino, vigia, procedente de Brasília. Encaminhado com queixa de ardência em olho direito há 6 meses. Ao exame apresentava frouxidão palpebral supeior à direita e na biomicroscopia, hiperemia ocular, papilas em conjuntiva tarsal superior e ceratite em terço inferior.
Após sucessivas consultas oftalmológicas em outros serviços, os quais prescreveram diversos colírios lubrificantes e cetotifeno sem melhora, procurou o serviço do Hospital de Base do Distrito Federal, onde foi submetido ao exame oftalmológico minucioso e diagnosticado a síndrome da Frouxidão Palpebral.

CONCLUSÕES:
A síndrome da frouxidão palpebral é uma entidade subdiagnosticada devido à falta do exame palpebral pelos oftalmologistas e que resulta em complicações corneanas graves. Dessa forma, torna-se de suma importância um exame oftalmológico rigoroso, incluindo exame das pálpebras, na prevenção de cegueira.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web