• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 154
Área Técnica: Retina

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
CORIORRETINOPATIA HIPERTENSIVA SECUNDÁRIA À ESTENOSE PRIMÁRIA DE ARTÉRIA RENAL

OBJETIVO:
Descrever um caso de coriorretinopatia hipertensiva bilateral em jovem, secundária à hipertensão arterial sistêmica causada por estenose primária de artéria renal unilateral.

RELADO DE CASO:
Paciente do sexo masculino, 13 anos, negro, natural de Salvador, internado no Hospital Universitário da Bahia para controle da hipertensão arterial sistêmica grave. Refererido à oftalmologia por baixa de acuidade visual bilateral há um mês de forma súbita e indolor. O exame oftalmológico evidenciou acuidade visual com melhor correção em ambos os olhos igual a 20/100, sem alterações em segmento anterior e pressão intraocular de 12 mmHg. Ao mapeamento de retina achados que diagnosticam coriorretinopatia hipertensiva bilateral. Realizou-se retinografia simples colorida, angiofluoresceínografia, tomografia de coerência óptica, além de exames radiológicos de imagem sistêmicos. Mantivemos o acompanhado oftalmológico do paciente um ano após a internação hospitalar.

CONCLUSÕES:
A estenose primária de artéria renal unilateral é uma condição pouco comum que pode cursar com coriorretinopatia hipertensiva. Ressaltamos a relevância da investigação sistêmica em conjunto com a avaliação oftalmológica, já que a retina é uma janela para visualizarmos a circulação sistêmica e estimar riscos cardiovasculares.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web