• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 128
Área Técnica: Plástica Ocular

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
CORREÇÃO DE PTOSE POR VIA C0NJUNTIVAL EM CAVIDADE ANOFTÁLMICA

OBJETIVO:
Demonstrar os resultados da técnica de correção de ptose por via conjuntival em pacientes com cavidade anoftálmica.

RELADO DE CASO:
Foram selecionados pacientes com cavidade anoftálmica bem adaptados à prótese ocular, com ptose da pálpebra superior e sulco superior profundo. Os pacientes apresentaram resposta satisfatória ao teste de fenilefrina. A técnica por via conjuntival é realizada com infiltração anestésica local seguida de incisão linear da conjuntiva e músculo de Müller acima da borda superior do tarso. Identifica-se a aponeurose e a mesma é reinserida ao tarso com sutura reabsorvível. Não há a necessidade de sutura conjuntival. Todos os pacientes apresentaram resolução da ptose e o sulco palpebral superior tornou-se menos profundo.

CONCLUSÕES:
A ptose é uma condição comum em cavidade anoftálmica. Uma das causas é a desinserção da aponeurose do músculo elevador da pálpebra superior. O tratamento desta condição é cirúrgico e tem a finalidade de reinserir a aponeurose à placa tarsal. A opção pelo procedimento por via conjuntival, ao contrário da transcutânea, apresenta a vantagem de preservar a anatomia da prega palpebral, do septo orbitário e da bolsa pré-aponeurótica. Isto é particularmente importante em cavidade anoftálmica, já que nesta condição, o sulco palpebral superior geralmente encontra-se profundo pelo rearranjo de posição da gordura orbitária após a perda de volume com a remoção do globo ocular. A reinserção da aponeurose por esta técnica permite o reposicionamento mais anterior do septo e da gordura pré-aponeurótica, o que promove o preenchimento do sulco superior. Além disso, o resultado da posição da pálpebra é mais previsível e seu contorno mais fisiológico. É uma técnica de rápida execução e realizada sob anestesia local. O tempo de recuperação pós-operatório é rápido com edema e equimose mínimos e não há necessidade de remoção de suturas.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web