• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Programação » Relatos de Caso (Poster)

Código: RC 058
Área Técnica: Geral

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
LENS NATANS E LUXAÇÃO DO CRISTALINO PARA O SEGMENTO ANTERIOR: RELATO DE CASO

OBJETIVO:
Relatar um caso de lens natans e luxação do cristalino para o segmento anterior com glaucoma secundário e remissão completa após abordagem clínica.

RELADO DE CASO:
Paciente S.P.S., 53 anos, sexo masculino, caucasiano, compareceu à consulta no dia 31/10/2013, referindo dor ocular intensa, olho vermelho e perda súbita da visão em OE. Negava doenças sistêmicas e era portador de baixa visão no OE devido a histórico de episódios de uveíte recidivante. Negava uso de medicamentos ou traumatismo ocular e referiu esforço físico exagerado no dia anterior ao atendimento. Ao exame apresentava AV: OD: 20/20 (-0.25 DC a 95º) e AV OE: projeção luminosa, com pupila em midríase moderada e não reagente. À biomicroscopia apresentava no OE injeção ciliar, edema de córnea ++/4+, lens natans com cristalino luxado para o segmento anterior e no OD opacidades tênues do cristalino em cápsula anterior. PIO do OD 20 mmHg e OE 40 mmHg. Foi instituído tratamento clínico imediato com o paciente permanecendo em repouso e em decúbito dorsal. Terapia iniciada com Acetazolamida 250 mg (01 cp VO), seguida por instilação de colírios Brinzolamida 1%, Tropicamida 1% e Dexametasona. Após uma hora houve redução da PIO do OE para 25 mmHg e remissão completa da luxação do cristalino. Logo após a estabilização do quadro, substituiu-se o midriático pela Pilocarpina 2%. Retornou para controle em 7 dias com olho calmo, indolor, PIO em OE de 25mmHg e discreta melhora da AV com visão de vultos junto ao rosto. Ao exame de fundo de olho foi verificado em OE sequela de uveíte recidivante com placas de corioretinite acometendo todo o polo posterior e catarata calcificada, com descolamento da retina inferior antigo.

CONCLUSÕES:
O atendimento e terapêutica imediatos aos quais o paciente foi submetido mostraram-se eficazes, evitando assim internações ou procedimentos invasivos.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web