• Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa
  • Imagem ilustrativa

Área Científica » Trabalhos Premiados » NARINGERINA INIBE A NEOVASCULARIZAÇÃO CORNEANA ATRAVÉS DO MECANISMO ANTIINFLAMATÓRIO E ANTIOXIDANTE.

Código: TL 011
Apresentação: Oral, segunda opção Pôster
Área Técnica: Geral
Categoria / Classificação: Pesquisa Básica
Região onde foi realizada a pesquisa: Sul

INSTITUIÇÃO ONDE FOI REALIZADO O TRABALHO:

CONEP:

AUTOR PRINCIPAL:

CO-AUTOR(ES):

TÍTULO:
NARINGERINA INIBE A NEOVASCULARIZAÇÃO CORNEANA ATRAVÉS DO MECANISMO ANTIINFLAMATÓRIO E ANTIOXIDANTE.

OBJETIVO:
Considerando as evidências atribuídas a naringenina,um flavonóide, classe das flavonas, em apresentar atividades antiinflamatórias, participação de citocinas pró-inflamatórias, o recrutamento celular, estresse oxidativo, atividadade antiangiogênica e a capacidade de regulação da produção de citocinas inflamatórias, o objetivo desse estudo foi demonstrar o efeito inibidor da neovascularização corneana no modelo experimental induzido por álcali aplicada na córnea de camundongos através do mecanismo antiinflamatório e antioxidante da Naringenina.

MÉTODO:
Estudo experimental em 400 camundongos, separados em 4 grupos: G1, controle; G2, estimulo com NaOH 1N por 10s; G3, Naringerina 10g/ml colirio 2 vezes ao dia; G4, NaOH 1N por 10s e colírio de Narigerina 10g/ml 2 vezes ao dia. Foi realizada avaliação direta da neovascularização no terceiro e sétimo dia após o estimulo com NaOH, pela fotografia biomicroscópica digital com sistema HIS 5000; determinação da atividade da Mieloperoxidase e N-acetilglucosaminidase; avaliação da produção de citocinas inflamatórias, através da modulação da produção de TNF-α, IL-1β, IL-6; IL-10; determinação de estresse oxidativo através da atividade de Glutationa e P-SH, determinação da atividade total de antioxidantes (ABTS), Tbars, azul de nitro tetrazõlio, e NO2.

RESULTADOS:
A Naringerina demonstrou resultados estatisticamente significativos (p<0,05) nos teste aplicados, na redução do influxo de leucócitos e macrófagos na córnea, na redução da produção de mediadores inflamatórios e antioxidantes, na redução de formação de neovascularização corneana.

CONCLUSÕES:
O tratamento com a Naringenina demonstrou ser uma terapia eficaz sobre o processo inflamatório e antioxidante da neovascularização per se e demonstra uma terapia promissora em reduzir da inibição da neovascularização na córnea.

Realização Realização - CBO
Organização/Comercialização Secretaria Executiva - ASSESSOR Secretaria Executiva - MAIS EVENTOS
Agência Oficial Agência de Viagens - Luck Viajens
Agência Web Agência Web - Inteligência Web